Marcas da colonização: conheça a gastronomia alemã presente no Vale Europeu


A gastronomia é uma parte essencial na hora de contar a história de uma cidade e descrever as características mais marcantes do povo local. A forma como um prato é feito retrata os costumes, a agricultura local, o clima e a origem de quem vive lá.

No Vale Europeu de Santa Catarina isso é muito claro: anos depois dos primeiros imigrantes alemães pisarem no local, a culinária germânica segue viva e sendo cada vez mais permeada por lá, em pratos típicos que conquistam o coração e paladar dos locais e visitantes. 

Foto: Prefeitura de Blumenau

Na Alemanha, é muito comum o hábito de aproveitar ao máximo cada alimento e as receitas são influenciadas pela vegetação e clima da região. Por isso, quando os imigrantes alemães vieram para o Brasil e se estabeleceram no Vale Europeu, muitas receitas sofreram mudanças. Devido ao clima e colheita do lugar, alguns ingredientes foram sofrendo substituições.

Embora exista essa adaptação, os pratos mais famosos são quase idênticos às receitas originais que existem até hoje na Alemanha. Por isso, separamos alguns pratos presentes no Vale Europeu que você pode experimentar e se sentir nas terras germânicas.

Wurst 

Foto: divulgação

A primeira comida alemã da lista só poderia ser a salsicha, pois é um dos principais pratos da culinária germânica e muito presente em Santa Catarina. São mais de mil tipos do embutido no país, e mesmo em uma vida é pouco possível provar todas as variações. Mas, em alguns dias pelo Vale Europeu você consegue experimentar as principais. 

Seja com pão, em rodelas ou a Currywurst, salsicha servida em rodelas com molho de tomate e pó de curry, perfeita para aquela fominha da tarde. Elas podem ser feitas de diferentes tipos de carnes, além de preparos diversos como assadas, grelhadas ou cozidas. 

Kassler 

Foto: divulgação

Um dos pratos alemães mais típicos em Santa Catarina é o Kassler, um corte de carne suína salgada e levemente defumada que deixa a carne saborosa e suculenta. É um carré curado, cozido e defumado que ganhou o paladar dos alemães na antiguidade, feito na maioria das vezes de lombo, mas também pode ser com cortes como pescoço, paleta, barriga ou costela. 

As carnes defumadas são muito comuns em países europeus, já que em tempos remotos era necessário encontrar formas de conservar a carne sem a presença de geladeiras. Harmoniza perfeitamente com chucrute, batata e cerveja tradicional, como Pilsen com um sabor mais leve.

Chucrute 

Foto: divulgação

O chucrute é um acompanhamento perfeito para vários pratos, principalmente com algumas receitas de origem alemã, como o Kassler. O nome em português deriva do alemão Sauerkraut, que significa erva (kraut) brava (sauer). O repolho azedo é feito em uma conserva de água, vinagre e sal e, por isso, pode ser armazenado por bastante tempo. 

É também uma boa maneira de manter a saúde do corpo, pois é uma boa maneira de garantir vegetais, nutrientes e muito sabor . Além disso, é uma ótima fonte de fibras e auxilia a saúde intestinal. O prato caiu no gosto popular e séculos depois segue sendo um prato marcante da culinária germânica tanto na Alemanha quanto em Santa Catarina.

Eisbein 

Foto: divulgação

É um dos mais tradicionais pratos típicos alemães e muito presente no Vale Europeu. O nome e forma de preparo variam de região para região da Alemanha, e a carne é geralmente servida com chucrute. 

O famoso joelho de porco, um dos pratos mais amados por quem admira a gastronomia alemã, significa perna (Bein) de gelo (Eis). Apesar de em português ser usado o termo joelho de porco, o Eisbein é o pedaço entre o joelho e o tornozelo do animal.

Enquanto a versão cozida resulta numa carne mais pálida, a grelhada ou assada faz com que o joelho de porco fique dourado e crocante. Qualquer que seja o modo de preparo, o osso se descola facilmente da carne, que deve estar tenra. Além disso, o tamanho do prato impressiona e requer muito apetite

Mit rotkohl

Foto: Prefeitura de Blumenau

O marreco com repolho roxo é um prato típico da cozinha alemã. Também conhecido como Ente mit Rotkohl. É feito à base de marreco, marinado com temperos e vinho branco por 24 horas. Depois é cozido até que a carne fique macia (cerca de cinco horas e meia). Após cozido, o marreco é assado até dourar. 

O marreco é servido numa assadeira, rodeado pelo cozido de repolho roxo. O marreco pode ser recheado ou não, dependendo do gosto. Os recheios mais comuns são coração de galinha, saladas, maionese, entre outros).

Em Santa Catarina, é praticamente símbolo da cidade de Brusque, onde uma vez por ano – em outubro – , é realizada a Festa do Marreco, tamanha é a popularidade do prato.

Cuca com farofa de banana 

Foto: Prefeitura de Blumenau

Com massa fermentada de pão e cobertura de farofa crocante, o streuselkuchen é tão popular na Alemanha quanto no Vale Europeu, onde é conhecido como cuca. Servida no lanche ou no tradicional café colonial, a receita foi trazida para o Brasil por imigrantes.O streuselkuchen também é um dos doces mais comuns nas padarias alemãs.

Ele costuma ser vendido em grandes pedaços, a popularidade do bolo ainda é tão grande que recentemente foi criado o Festival de Cucas de Blumenau, chamado BlumenKuchen.


Maria Luiza

Jornalista em formação, focada em trazer as curiosidades mais legais de Santa Catarina para os leitores.

0 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha um formato
Quiz de personalidade
Série de perguntas que pretendem revelar algo sobre a personalidade
Teste de trivia
Série de perguntas com respostas certas e erradas que pretende verificar conhecimento
Enquete
Votando para tomar decisões ou determinar opiniões
História
Texto formatado com embutidos e visuais
Lista
Os listículos clássicos da Internet
Contagem regressiva
As contagem regressivas clássicas da Internet
Lista Aberta
Envie seu próprio item e vote para obter a melhor submissão
Lista classificada
Upvote ou downvote para decidir o melhor item da lista
Meme
Carregue suas próprias imagens para fazer memes personalizados
Vídeo
Youtube, Vimeo ou Vine Embeds
Áudio
Embutidos do Soundcloud ou Mixcloud
Imagem
Foto ou GIF
Gif
Formato GIF